GUIA DE PRÁTICA DE TEMPERATURA E VELOCIDADE DA CHAMA

U F M G
Curso de Engenharia Mecânica
Prática EMA003-03CH
Prática de Temperatura e Velocidade da Chama - EMA003
Responsável:
Prof. Paulo Cesar da Costa Pinheiro
Estabelecido em 01/06/2000
Revisado em 15/06/2000
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Bancada de práticas 01 Cilíndro de combustível 01
Tomada de eletricidade 110V 01 Software 01
PROCEDIMENTO
01) Conectar a bancada na rede de ar comprimido.
02) Conectar a bancada no cilindro de gás.
03) Verificar e sanar a existência vazamentos.
04) Conectar a bancada na tomada de 110V (CUIDADO!!!).
05) Verificar o correto funcionamento do medidor de temperaturas e do termopar.
06) Ajustar os registros de modo a estabelecer as vazões de gás e ar para uma combustão estequiométrica.
07) IMEDIATAMENTE acender o bico de bunsen.
08) Ler a temperatura da chama.
09) Com ajuda dos micrômetros traçar um gráfico X-Y do perfil de temperaturas da chama.
10) Ajustar o registro de ar de modo a estabelecer um excesso de 35%.
11) Com ajuda dos micrômetros traçar um gráfico X-Y do perfil de temperaturas da chama.
12) Após o ensaio, desligar toda a instrumentação, a eletricidade, compressor e fechar o cilíndro de gás.
13) Desligar a iluminação ao deixar a sala.
MANUSEIO DO MATERIAL
01) Tomar os devidos cuidados com o manuseio do material, já que este apresenta componentes frágeis.
02) Proceder a montagem de modo a facilitar as medições.
03) Verificar se a tomada utilizada é para 110V.
04) Verificar cuidadosamente as mangueiras de forma a evitar vazamentos.
RESULTADOS ESPERADOS
01) Anotar todos os resultados (temperatura e vazão) dos ensaios realizados.
02) Traçar gráficos X-Y da Temperatura, para os diversos ensaios.
03) Com ajuda do software calcular a temperatura adiabática da chama.
04) Comparar os resultados experimentais com os resultados teóricos. Analisar as diferenças e fazer uma análise de incertezas.
05) Calcular a transmissão de calor da chama para o meio ambiente.
06) Descrever todas as dificuldades encontradas na prática. Sugestões para o aperfeiçoamento desta prática serão bem-vindas.
07) Conclusões: E d'ai? O que você aprendeu que não estava nos livros, ou foi ensinado em sala de aula, que você teve de descobrir (criar, imaginar, chutar etc), para chegar ao resultado final?
APROVAÇÃO
Executor: Responsável:

Referências:
[1] HOLMAN J.P. Experimental Methods for Engineers. McGraw-Hill, New York, 1994, 616p.
[2] INCROPERA F.P.; DE WITT D.P. Fundamentals of Heat and Mass Transfer. John Willey & Sons, New York, 3ºed, 1990. 970p.
[3] JOULAIN P.; COTTEREAU M.J. Mesures de Température de Flammes. Revue Générale de Thermique, v.35, n.413, Maio 1996, p.309-323.
[4] KERN, Donald Q. Process Heat Transfert. McGraw-Hill Kogakusha, Tóquio, 1950, 871p.


Esta página foi atualizada em 26/Abril/2002
Os direitos autorais desta página são protegidos pela Lei 9.610, de 19.02.1998.